Hora Certa
Últimos assuntos
» Excessos, sempre os excessos
por Fernando Nunes Qui 5 Mar 2015 - 16:37

» Conhecendo as Missões
por Fernando Nunes Qui 5 Mar 2015 - 14:28

» Só Animais
por CarlosCareca Qua 28 Maio 2014 - 15:34

» Só Preto e Branco...
por CarlosCareca Sex 10 Jan 2014 - 22:22

» Só paisagens
por CarlosCareca Qui 17 Out 2013 - 15:13

» Só pôr do sol
por CarlosCareca Ter 27 Ago 2013 - 9:00

» Onde o Corpo pagou e a Alma penou
por CarlosCareca Dom 21 Jul 2013 - 22:13

» Lagoa Azul Lagoa dos Patos Mostardas Tavares
por CarlosCareca Ter 23 Abr 2013 - 9:12

» Ruinas do Cassino e Parque do Saiqui em Canela
por CarlosCareca Seg 15 Abr 2013 - 21:27

» Só Flores...
por CarlosCareca Seg 15 Abr 2013 - 14:23

» Resumo do verão
por CarlosCareca Dom 17 Mar 2013 - 1:33

» Só esportes
por Geovane Rediss Ter 12 Mar 2013 - 21:02

» Só Panning
por Geovane Rediss Ter 12 Mar 2013 - 21:00

» Picada Café em um Click
por Juliano Dias Dom 10 Mar 2013 - 22:19

» Cavalgada 2013 - Praia da Ancora(Arroio do Sal - RS)
por CarlosCareca Qui 7 Mar 2013 - 10:07

SINOS Foto Clube web site
Visite nosso site
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Previsão do Tempo
Fale com o SFC

Clique aqui para falar com o SFC, se apresentar, solicitar informações sobre como ingressar no clube, etc.

Snoot: porque menos é mais... (por Renato Rocha Miranda)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Snoot: porque menos é mais... (por Renato Rocha Miranda)

Mensagem por Convidad em Qua 11 Mar 2009 - 17:03

Snoot: porque menos é mais... (por Renato Rocha Miranda)

Uma das boas coisas na Fotografia é que palavras como "sempre", "nunca" e "não", perdem o sentido...

Bem diferente da Engenharia...

Bem, você tem um flash na bolsa e sabe que ele é suficientemente potente para iluminar toda a sua foto, isso não significa que tenha que despejar luz em toda sua imagem o tempo todo.

A nova programação da Rede Globo estreia em Abril. Entre as atrações está uma série policial, "Força Tarefa", que mostra um equipe de agentes que investiga a própria polícia. Trabalho não vai faltar...rsrsrs

Eu tinha que fazer os retratos dos atores durante uma gravação externa noturna. Sempre comento que essa não é a melhor hora para se fazer retratos, mas a impressão que eu tenho é que as assessoras acham que nós, fotógrafos, somos mágicos.

Elas estão certas: nós somos mágicos!



Embora trabalhe perto de uma equipe de iluminação que dispõe de caminhões abarrotados de equipamentos de luz, raramente consigo usar algum deles, tenho que me virar com o que consigo carregar: uma câmera, 2 objetivas e um flash. Qualquer coisa além disso já é lucro para mim, no caso da foto acima, o lucro foi um poste de rua.

Rogério Trindade interpreta o fantasma de Jonas, um oficial da aeronáutica que vai perturbar a consciência de Murilo Benício.

Atrás de mim a gravação corria solta, aproveitei que ele não participava da cena e pedi que possasse para um retrato. O flash em cima da câmera definitivamente não era a melhor opção, programei o SB para o modo remote (em TTL mesmo, ajustado para -1 ponto), pedi que um dos moradores locais o segurasse bem na altura da cabeça do ator e ajustei a posição para que o poste iluminasse parte da cabeça e das costas dele. Era o contraluz que eu procurava para separar sua figura do fundo negro logo atrás. Deixei o WB da D200 em "AUTO" e gostei do tom avermelhado que apareceu no fundo. Para um fantasma perturbador, nada melhor do que um vermelho "infernal".

Infernais também eram as condições da cena: ISO 800, f/2.8 e 1/30 s de obturador. Extremos, extremos...

Hora de fazer alguns truques:

Algumas vezes eu gosto de pensar que o flash pode ser usado como uma lanterna, iluminando somente o que é necessário e deixando espaço para que a imaginação de quem vê a foto corra solta.

A maioria dos flashes atuais permite que se controle o tamanho do facho de luz, mas daquela distância mesmo se colocasse a cabeça do flash em 105 mm eu iria iluminar mais do eu precisava. Hora de "estrangular" o SB.

No post passado comentei sobre como um cinefoil pode ser usado para limitar o alcance da iluminação. Por ser dobrável, resistente e leve, cabe facilmente em qualquer canto do colete ou da bolsa.



Basta envolver a cabeça do flash com o cinefoil e travar com um elástico. O tamanho da folha vai determinar o tamanho do snoot e pode se ajustar o diâmetro da "boca" com as mãos, variando o tamanho da área iluminada. Não tem um cinefoil por perto? Sem problemas: uma cartolina, um papelão fazem o mesmo efeito.

Um dos retratos tinha sido feito, faltava mais alguns, mas o "clima" para a sequência de fotos estava determinado.

Hermilla Guedes interpreta Selma, uma das agentes da força tarefa. Enquanto o equipamento era transferido para outro ponto da gravação, ela esperava perto de um carro cenográfico da polícia. Ambiente ideal para a foto.



Ainda com o flash envolto no cinefoil, pedi que ela ficasse perto do carro, aproveitando a luz que vinha do farol para iluminar parte da calça e jogando luz apenas sobre seu rosto, evitando que sombras ou parte da luz refletissem no carro e no vidro.

A luz da polícia em cima do carro atrapalha alguma coisa? Eu acho que não, mas tem sempre alguém que te pede aquilo que você achou que não precisava fazer.



Na dúvida, faça uma segunda opção...

Um tripé com um refletor ajudava a fazer o contraluz na cabeça da atriz.

Quando fazemos retratos para divulgação, é importante garantir enquadramentos verticais e horizontais, não sabemos como será a diagramação da matéria. O horizontal eu já tinha, faltava o vertical.

Não tinha outro contraluz para aproveitar, só pedi que ela andasse um pouco para trás e tirei o carro do quadro. O resultado está aqui:



O tom verde vindo do refletor combinava com o figurino em tons cinzas que ela usava. Pronto, era só disparar!!

A função mais básica do flash é diminuir o contraste de uma foto. Em alguns casos, criar contraste pode ajudar a chamar atenção para pontos interessantes na sua imagem.

"Não", "Nunca" e "Sempre" não precisam andar na sua bolsa...o importante é se divertir.

Fico por aqui...boa sorte!

Fonte: http://www.renatorochamiranda.blogspot.com/

Pessoal,

Já tinha colocado aqui outra vez o link do Renato. Vale a pena conferir o blog, pois dá umas dicas interessantes.

Abraços,


Última edição por Fernando Nunes em Qua 11 Mar 2009 - 20:50, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Snoot: porque menos é mais... (por Renato Rocha Miranda)

Mensagem por Convidad em Qua 11 Mar 2009 - 17:29

Aproveito o ensejo e indico este link - http://www.olhave.com.br/blog/?p=117 - com uma breve entrevista com o fotógrafo.

Abraços,

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Snoot: porque menos é mais... (por Renato Rocha Miranda)

Mensagem por Murilo em Qua 11 Mar 2009 - 17:38

Grande Fernando.
Super legal as dicas do Renato Rocha.
Assim que eu tiver um flash decente eu vou utilizar as dicas....heheh

_________________
Murilo Carvalho
(51) 9707-2352
www.flickr.com/photos/mura72

Murilo
Admin
Admin

Masculino Número de Mensagens : 695
Idade : 44
Localização : Novo Hamburgo
CISFC: : ***
Data de inscrição : 04/11/2008

http://www.flickr.com/murafotos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Snoot: porque menos é mais... (por Renato Rocha Miranda)

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 21:15


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum